itinerário perfeito

07:03:00

De onde vem esse medo de não dar certo? De onde vem essa coragem?

Quando ainda moramos embaixo do mesmo teto de nossos pais, eles dizem todos os dias o quanto precisamos crescer para assumir responsabilidades, se formar, ter um emprego, e todas essas coisas. Parece tudo um plano perfeito. Fazer dezoito anos, sair de casa, entrar na faculdade, a formatura, o emprego, a família. Para alguns a vida presenteia com uma rota perfeita, nada fora do lugar.

Já para outros o presente é diferente, pois existem as entrelinhas, os famosos pedágios. A vida te de cobra preços, por vezes alto. Você procura nos bolsos como pagar e não encontra e só por esse motivo desvia da rota principal para que com muita humildade encontre novos caminhos.

Os pedágios são os obstáculos, as portas na cara que você vai levar, gente que vai querer o mal, a falta de tudo, de comida, de dinheiro, de sono, de amor. Os pedágios são as sensações de derrota, de ser fraco demais, burro demais, sem sorte. Os pedágios vão te derrubar muitas vezes. Mas como a palmatória do mundo vai te ensinar, a ser gente de verdade.

A rota do equilíbrio,onde tudo é fácil  não oferece a enciclopédia da vida, essa, só é lida por quem paga preços, por quem mete a mão no bolso e abre mão de certas coisas para ter a mente livre e o coração limpo. 

Agradeço por cada desafio imposto, por meus sonhos ora podados, ora livres. Pelo pensamento de dar certo, pelas escolhas erradas, por toda merda que eu já levei na cara e por todos os aplausos que já recebi. Ainda não conheço a rota perfeita, mas  alguma coisa dentro de mim me diz que eu estou no caminho certo. Avante.




"eu não sei se é o tempo e a idade, ou a quantidade de repetições de uma mensagem, que ensinam que não vale a pena ter razão. Que é sempre melhor ser feliz do que saber tudo. Que a ignorância é a benção que preserva o coração." Carol Burgo

You Might Also Like

1 comentários