Sonho valioso

08:45:00

Todo mundo em algum momento da vida teve um artista pra admirar, eu tive vários, a minha infância foi toda apaixonada por Eliana e por Sandy.
No início da adolescência eu era fã de Felipe Dylon(?!), Rouge (Assere rê!) e por Sandy se perdura até hoje, não na mesma intensidade.
Mais foi aos 14 anos que eu descobri minha razão, Fábio Jr!, é, ele mesmo!
Foi ele que me fez pegar 100 reais emprestado para ir ao show em uma capital que eu não conhecia, fui com pessoas que eu não tinha muito contato, e arrisquei ir no dia do show, sem ingresso.
Quando eu chego lá, a surpresa: Não havia mais ingresso!
Sorte(?) que tinha uns cambistas extorquindo dinheiro e lá fui eu, paguei o dobro!
é... o dobro!
Viajei de carona, levando roupa,sapatos e até shampoo emprestados, só com o sonho de fortaleza.
Cheguei ao local do show com uma hora de antecedência, tava um frio desgramado, e lá só tinha umas senhoras,
é... pra quem não sabe o show de Fábio Jr apresenta o público totalmente feminimo, um ou dois gatos pingados de homens, e a maioria de mulheres solteiras loucas(!) por ele!
E eu, na época com 16 anos, com a minha cara de 12!
Vejam só onde eu fui me enfiar.Sonho é sonho,meus caros!
Como eu só tinha dinheiro para o local afastado e apertado, fiquei lá.parecia estar nestesiada, sinceramente, até hoje é difícil acreditar que eu cheguei perto dele.
Já pro final do show ele cantou "Se eu não te amasse tanto assim" e eu chorei muito, passou um filme,em como as pessoas que me amam me ajudaram a estar ali, depois ele cantou "Felicidade", só que antes ele falou uma mensagem e de como é importante acreditarmos em nossos sonhos, e eu fiz o que ele mandou.
A casa de show estava escura, tirei a sandália, pulei um gradizinha que separava a platéia dos camarotes e fui correndo.
Atravessei todas aquelas granfinas que estavam perto dele, e cheguei a berada do palco, descalça,com a maquiagem borrada do choro, e subi em uma cadeira que estava vazia e comecei a gritar: Fábiooo! Fábio!
Aquilo pra mim já não era a questão de estar perto do cantor que me embalava nos momentos de solidão, era a conquista do meu sonho, de passar por obstáculos e acreditar!Passei a música toda gritando, até que ele segurou minha mão.
Voltei correndo pra platéia onde minha prima estava me esperando, e descalça, sai corrend0 pra o lado de fora da casa de show, o espetáculo estava terminando e logo ele iria sair,
Fiquei lá, na chuva...
Discutindo com os seguranças , que juravam que ele já tinha saído, mas meu coração dizia que não.Quando sem esperar sai um carro, um Honda Civic cinza, e uma mulher gritou:-Ele está ali!, todas as outras mulheres ficaram paradas, e eu percebi que era a minha chance!
Corri até o carro(que estava andando!) e bati com toda minha força no vidro, quando sem eu esperar ele abri o vidro e segurou minha mão, não falei nada, não pedi foto, nem autografo, era meu sonho materializado, e ficaria gravado só na minha memória.
Continuei segurando, com o carro caminhando, até que bati o braço do Fábio, no vidro mesmo, quase fiz um estrago.
O carro se foi e eu fiquei, na chuva, descalça, maquiagem borrada, cabelo inchado, e minha prima veio correndo: -Lila, você conseguiu!
E um misto de felicidade,gratificação se misturaram em mim.
Sem pensar no artista, eu pensei no sonho, que só foi possível porque eu fui louca, de ter pego dinheiro emprestado,de ter invadido o camarote,
e descalça, com meus sonhos gravados no suor das minhas mãos.

Teve muitas entrelinhas, que não contei aqui.
Mas quero só deixar marcado, que o sonho só é possível pra quem tem coragem de se arriscar, de parecer rídicula...não tenho mais nada a falar.
Só que depois disso, admiro ele ainda mais, e faria tudo de novo.
Aliás, vou fazer em uma outra oportunidade.


.dia 26/05 essa aventura completou 1 ano!

You Might Also Like

0 comentários