18:50:00

"E sabe essa inconstância, essa busca pela felicidade constante?
Vá se acostumando, é alma de poeta...."

Isso foi a Flá que deixou de comentário no post passado, e é com ele que eu inicio meu post de hoje.

O mistério do futuro é o que mais me sacode naqueles momentos de baixo astral, a dúvida do que virá, de quem virá, faz a esperança se manter acesa.
Tenho pensado muito no futuro, nas pretensões, nas buscas, no sonho.
No meu sangue corre aquela ânsia de viver tudo, como é normal em qualquer adolescente, a fúria de querer respirar o ar em todos os ambientes, de amar na totalidade.
é muito incrível dormir,acordar,ver o céu,gritar,cair e gargalhar.
Com o passar dos dias, acaba se tornando normal ver o nascer da lua e ouvir as vozes das pessoas.
Mas se for parar para analisar,é incrível!

O mundo é a minha casa, o corpo é a minha proteção,o caminhar é a esperança e as palavras minha arma.
Uso tudo, olho em volta e se algo não está bom,eu danço.
A válvula de escape do ser humano é a imaginação, e comigo não é diferente.
Sou poeta, sou mulher, incostante ser, sou a busca, e as respostas.
Quando quero ser o riso,sei sê-lo! e pra ser pranto basta um preparo.
Sou a protagonista da minha história, escrevo o roteiro, e não conheço todos os personagens, e nem precisa ser urgente.
O filme está apenas começando.
E eu?
ah... ainda estou me conhecendo.

You Might Also Like

0 comentários