13:06:00

Procura-se um amor



Ando distraída procurando um amor que toque violão,
que faça canções,
que olhe de canto de olho,
que fale baixo ao pé do ouvido,
que leia poemas e comente política.


Que não siga modismo,
que tenha amigos,
que brinque,
que saiba sorrir,e fazer rir.


Não precisa ser bonito,
basta um olhar e um sorriso.
Que conquiste,
ouça,fale,na medida certa.

Que além de um amor,seja um amigo.
não tô procurando,mas se eu encontrar...
vai ser legal.




ps: não tome isso como uma regra,
ser amor de verdade é o que basta!

You Might Also Like

4 comentários

  1. adorei o texto!!acho que tbm quero muito um amor verdadeiro!!
    bjOo!

    ResponderExcluir
  2. Lilah!
    Eu não venho aqui há muito tempo, também sinto falta de te ler e de saber o que anda acontecendo pelos lados daí. Puxa!
    Teu texto lembrou um poema muito bonitinho da Adélia Prado:

    Amor Feinho
    "Eu quero amor feinho.
    Amor feinho não olha um pro outro.
    Uma vez encontrado, é igual fé,
    não teologa mais.
    Duro de forte, o amor feinho é magro, doido por sexo
    e filhos tem os quantos haja.
    Tudo que não fala, faz.
    Planta beijo de três cores ao redor da casa
    e saudade roxa e branca,
    da comum e da dobrada.
    Amor feinho é bom porque não fica velho.
    Cuida do essencial; o que brilha nos olhos é o que é:
    eu sou homem você é mulher.
    Amor feinho não tem ilusão,
    o que ele tem é esperança:
    eu quero amor feinho."

    ResponderExcluir
  3. preciso de uma assim também ¬¬'
    passa la no meu :D
    beeijo :*

    ResponderExcluir
  4. hooo que lindo!!!!!!há 2 meses eu achei um assim, na medida certa pra mim.
    quando menos se espera, se encontra.
    isso mesmo: não procure.

    =D

    beijoooooo

    ResponderExcluir