assinado eu.

06:19:00

Eu faço parte da legião de pessoas que vivem em outro mundo.
Não que eu não esteja presente neste aqui, mas mantenho paralelamente uma vida particular, sem permissão para todos, mas com janelas por todos os lados.
Um mundo liberto de problemas, de música feita de refrão monossilábico, de gente metida a besta, de  crises econômicas mundias.

Um paralelo do cotidiano, sem sair dele.
De que forma? Não sendo esponja, não absorvendo tudo que é me imposto todos os dias,
palavras tolas,
gente tola,
imposto, comida fria, gente fria.
Oscilando entre o mundo paralelo e real para não enlouquecer,
Para não viver parecendo sinal de trânsito,
Pare, atenção e por vezes siga.

Para não virar maioria, para ser legal sem ser boçal.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Adorei Lila!! Compre sempre me identifiquei muito!!!

    ResponderExcluir
  2. Como disse, você domina muito bem essa arte. Sem ser esponja, sem ser fria e sem ser boçal. És minoria.

    Parabéns pelos quatro anos de belos e reflexivos textos ;*

    ResponderExcluir
  3. Dá pra não ser igual...Mas, a gente tem que viver numa corda bamba...Talvez, adquirindo a habilidade de se equilibrar

    ResponderExcluir