reminiscências de fim de ano.

07:20:00


O meu ano está acabando, como o de todo mundo que vive de acordo com o calendário gregoriano. E a minha mania de nostalgia, vasculha a memória para escrever sobre algumas das muitas experiências que tive neste ano.
2009 começou em uma festa de reveillon em uma cidade do interior, com o vestido verde eu pedi com todas as minhas forças uma grande mudança na minha vida. Sinceramente não esperava que acontecessem tantas.
Passei as ferias de janeiro em uma casa perto de uma praia em uma rodovia, ambiente perfeito para o tédio, mas tive um personagem especial. E não foi tão tedioso como poderia ter sido.
Quando voltei para minha casa, já que eu estava em ferias prolongadas, por não ter passado no vestibular de historia, abri a caixa de emails, e ali estava a primeira surpresa do ano.
Eu tinha sido escolhida para participar do 'Tudo de Blog' da revista Capricho, não saberia explicar o tamanho da minha felicidade nesse momento.
Bom, eu nunca tive dinheiro, sempre fui ' money que e good, nós não have'. Mas mesmo assim com um grande esforço do mundo, fui para Aracaju fazer cursinho. Conheci gente bacana, chorava todas as noites com saudade da minha casa, pegava ônibus morrendo de medo e escrevia todos os dias na minha agenda sobre os sonhos que eu queria realizar.
Suportei dois meses. Voltei para minha pequena cidade com a intenção de cursar historia em uma faculdade a distancia, casar com o padeiro, ter 3 filhos e criar algumas galinhas.  Comecei a trabalhar na escola onde estudei, como bibliotecária. Organizei e cataloguei todos os livros, fui eu quem inaugurei a biblioteca. Eu tinha um grande ciúme dos livros que eu limpava todos os dias. Li muito, 20 livros em um mês, tirando os infantis. Decidi escrever um livro infantil: " Ana Maria quer ser um garoto". Durante os intervalos conversava com minhas amigas que ainda estudam lá, e conheci um dos caras que mais me feriram na minha conturbada vida amorosa. Nesse meio tempo durante aquelas noites de choro onde se mede o tamanho do sonhos, escrevi em um papel " Não desistirei de nenhum deles."
E assim foi. Dois meses de intensa vida cibernética e em uma dessas artes eu decidi a minha vida. Consegui uma vaga em uma universidade na capital, na hora fiquei em duvida entre jornalismo e historia, mas o sangue de artista falou mais alto, escolhi jornalismo. O diploma caiu, e eu permaneci.
Arrumei as malas de novo, e dessa vez fui com a certeza que não voltaria. Chorei um pouco, não escrevi mais na agenda. Conheci pessoas legais, escrevi textos, melhorei meu vocabulário. Aprendi a cozinhar, comecei a namorar, percebi que tinha dezoito anos e isso era muito bom.
Tive a minha maior decepção amorosa, xinguei muito, senti vontade de enlouquecer, mas não escrevi nada sobre ele, um sacana desses não merece. 
Nas noites de quinta-feira na aula de filosofia aprendi a questionar as coisas antes imutáveis. Durante os fins de semana aprendi a fazer faxina, a colocar e tirar roupa no varal. 
Em um mês choveu na minha horta como diria minha tia, e também fui assaltada.
Levaram minha bolsa, meu celular, meu dinheiro e um pouco da minha coragem. Chorei e me senti como o Caetano quando escreveu o verso ' sem lenço, sem documento'.Depois que assisti o especial do Cazuza na tv,  tomei coragem de fazer minha tatuagem.
Cheguei nessa minha lista no ponto onde estou hoje. Fim de semestre, um currículo amoroso até certo modo interessante, falta de dinheiro, em processo da recuperação da coragem, unhas azuis, uma rosa e Memento Mori marcados nas costas, óculos ray ban,  um fone tocando Biquini Cavadão no último volume.


* O ano não acabou. aguarde os próximos capítulos. Faltam 23 dias para eu me tornar um motor 1.9 ! :)




You Might Also Like

3 comentários

  1. Oi, passei pra conhecer o blog, e desejar boa semana
    bjsss

    aguardo sua visita ;)

    ResponderExcluir
  2. hahaha..que ano ein Lilah.
    Entre amores e desamores, tristezas e felicidades o que eu acho mais bonito em você é a sua persistência.
    (eu sou uma das amigas da biblioteca, páh..rs')
    Adorei a parte de casar com um padeiro, 3 filhos e galinhas..kk

    beeijo*
    Já que 2009 foi tão surpreendente, desejo a você um 2010 mais surpreendente aindaa. SUCESSO

    ResponderExcluir
  3. Lí do céu que orgulho ler esse texto seu desse tamanhão todo.
    Li de cabo a rabo.

    Lindo! Você está tão ótima escrevendo, juro.
    Parabens.

    Beijinhos*

    ResponderExcluir