do meu lado.

17:19:00


Depois do almoço fui ao ponto de ônibus esperar minha mãe pegar seu ônibus de volta ao interior. Enquanto esperávamos eu observava uma situação que acontecia ao meu redor.
Uma mulher muito magra,cabelos presos com algum pedacinho de borracha, roupas sujas, sentada no chão e ao seu redor 4 crianças, igualmente magras e sujas. Perto delas uma senhora, com uma blusa branca com os ditos 'Assistente Comunitário', olhava ora para a mulher e as crianças, ora para os ônibus que vinham.
Em certo momento ela me perguntou sobre qual era o próximo ônibus que se aproximava, eu informei. Ela avisou a mulher:
- Levante, prepare as crianças, esse é o seu ônibus.
Fazendo algum esforço a mulher levantou, ajeitou as crianças. Deram sinal, o ônibus parou, entraram e foram. Como percebeu o meu olhar curioso, a assistente quis me contar a história:
- Essa mulher não tem emprego, o marido está preso, e ela não tem nada o que comer. Ontem conseguimos uma cesta básica para ela, e quando ela foi buscar passou mal, o coração parecia ter parado, a respiração era quase imperceptível. 
Levamos para o médico, e quando indagamos o que ela tinha, a resposta assustadora:
- Fome.




Isso não aconteceu na cidade vizinha, nem em um país distante, nem me contaram. Foi ao meu lado, às duas horas da tarde e só me fez pensar em muitas coisas que não deveriam ser tidas como normal.

You Might Also Like

7 comentários

  1. Isso me dói tanto.

    Depois se quiser, no meu blog tem um texto que chama "
    Sofrimento, dor, abandono e lições". Uma das lições quem me ensinou foi uma sem-teto que mora em uma praça aqui perto de casa.

    queria poder fazer mais sobre essas coisas :/


    ps. achei liiindo que você me linkou *-* você nunca comentou por lá :D brigadao *-*

    ResponderExcluir
  2. é triste ver isso.
    triste, revoltante, e agoniante.

    e, por vezes, as pessoas podem faer algo, mas não fazem. Fingem não olhar, nãoperceber que tá ali, ao lado.

    ps.: e a foto resume o post.

    ResponderExcluir
  3. oi muito prazer srtª tartaruga ou srtª ilusão ou maiara campos chame como preferir
    então amei teu blog amei teus textos o caso é por favor qqunado tiver um espacinho da um pulo la no
    www.umdiariosempalavras.blogspot.com
    e me segue la to precisando muito so tenhu 3 menbrinhos e um deles sou eu mesma ajuda por favor socorrooo
    assinada :uma senhorita qualquer

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente há muita coisa injusta no mundo. E diante dessas situações você se vê perdida querendo ajudar sem saber como..

    muito bem escrito!
    ah..e obrigada pelo último comentário, esteja sempre por perto, necessito da sua avaliadinha :)
    beeijo

    ResponderExcluir
  5. ah..o comentário acima é meu (Cinthia)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Marina Colasati escreveu algo sobre isso... O texto é "Eu sei, mas não devia"...
    O fato não é que não sabemos que isso acontece ao nosso redor, é que nos acostumamos... E eu não acho que isso seja bom.

    Beijos

    ResponderExcluir