Minha guerreira mãe

12:17:00


Mamãe, a quanto tempo eu não te chamo assim não é ?!
Desde que eu percebi que era grande, e quis conhecer o mundo, você me deu a confiança que eu precisava para lutar.
E todos os dias assim com as dificuldades
eu percebo que mesmo que o tempo passe
o amor de mãe é igual em qualquer idadde.

Lembro com carinho das tardes que eu tirei a sua paciência
com minhas dúvidas em ciências.
Das broncas, do beliscão, do tapa bem dado.
que a mão forte a sua hein mãe ?!

Foi essa mão forte que me segurou na minha tristeza,
que não me deixou sozinha nas noites de medo,
que entendia que eu tinh os meus segredos.
Foi a mão forte que me guiou pelo caminho,
e que arrumava minhas coisas, quando tudo parecia um ninho.

Mãe, sei que você vai ser minha fã nº 1
nos palcos do teatro da vida,
que vai me apoiar mesmo se eu viver pintada de palhaço.
Obrigada por ter me ensinado a dar a partida na minha vida,
se mantenha forte que só estamos na subida.



Da sua filha poeta, maluca,palhaça, bagunceira, mas com juízo.
Marília Macedo

You Might Also Like

0 comentários