15:34:00



Tenho medo de errar.


Poderia acabar esse post somente nessa primeira frase, porque ela define exatamente o que sinto nesse momento.
Mas não posso, tenho necessidade das palavras, escrever me faz companhia, me tira de ficar sozinha no quarto pensando.
As coisas parecem confusas, meus sentimentos são dificeis de serem identificados e eu fico assim, com aparência feliz e o peito gritando de medo.
Quando penso que tomaria a atitude correta, perco a certeza, me perco em mim.
Queria poder falar, sei lá, desabafar. mas não aprendi. só sei escrever.
Às vezes eu penso que não sei gostar de ninguém, sei ouvir, aconselhar, falar de amor, sei até dançar música cigana, mas gostar, assim tipo amar, eu não sei.
Quando 'conheci' a Bridget Jones, fiquei pensando se eu seria parecida com ela, neurótica, solteira aos 30.
Gostaria muito, imensamente, de aprender a dividir meu tempo com outra pessoa, minha personalidade me consome, meus ideais, minhas vontades, tomam quase todo o meu dia.
Sou apaixonada por liberdade, amar por vezes me parece uma prisão( loucura minha,eu sei).
O erro está no perfeccionismo, em buscar um ser perfeito, uma metade que pode existir, mas a probabilidade de não, é imensamente maior.
Páro para reler o texto antes de postar, como é de costume e percebo a repetição dos verbos conjugados no 'ia' ,no 'ei'.
préterito imperfeito, perfeito, sei lá, nunca foi boa em português.
sofro por ser assim. dói pra caramba, um dia vou comprar um manual que ensine essas coisas de paixão, pra ver se deixo de querer ser sozinha.
ai, velho (minhas gírias) ....





merda de confusão fora de hora.




( e como já disse alguém por ai, preciso consertar minhas asas e ir voar longe)





ps:me apaixonei por um padre Oo.
escreve lindamente, canta como um anjo.
me apaixonei, ele é meeu!
sou pecadora.







You Might Also Like

0 comentários